Nossa História

Canarana surgiu em função dos problemas fundiários do sul do pais.

História do Município de Canarana - MT

Em 1970 viviam em Tenente Portela 4.077 famílias de agricultores em uma área de apenas 34.000 hectares. Mais da metade dessas famílias não tinham terra suficiente para viver e criar seus filhos. Cada ano se formavam cerca de 450 novas famílias.
O trabalho que deu origem ao projeto Canarana iniciou com a criação da Rádio Municipal de Tenente Portela, inaugurada no dia 11 de outubro de 1970. Além do trabalho da equipe da emissora, liderada pelo então Pastor Norberto Schwantes, foram feitas reuniões onde o problema de falta de terra era diretamente debatido com os agricultores, por que falar abertamente sobre problemas fundiários era visto como subversão, pois na época estava vigente o regime militar em nosso país. 

l

PIONEIROS DO PROJETO CANARANA I

 

1-Dolcídio Diniz, 2-Oswaldo Guedes Chaffes, 3-Victor Dalosto, 4-Dejalmo Henrique de Campos, 5-Valdir Evangelista Schmitt Zeni, 6-Pedro Dalosto, 7-Iguariaçá Jorge Dalosto, 8-Silvano Schaeffer, 9-Marino Schaeffer,

10-Miguel Beckmann, 11-Érico Woiciekowski, 12-Ladislau Krolikowski, 13-Josefa Rogoski, 14-Roque José Schaeffer, 15-Olívio Gnadt, 16-Onório Gnadt, 17-Anatólio Kehl, 18-Albrecht Papko, 19-Arlindo Mayer,

20-Augusto Dunck, 21-Bertholdo Grubert22-Nathaniel Hiller Wisch23-Jacó Mühlbeier24-Valdomiro Mühlbeier, 25-Querino Nicaretta, 26-Ettero Nicaretta, 27-Otto Fleck, 28-Arno Nicaretta, 29-Balduino João Tirloni,

30-Almeri João Tirloni, 31-Jandir Pezzini, 32-Juventino Pezzini, 33-Tarcísio Schneider, 34-Ângelo Lucídio de Faveri, 35-Edison Fleck, 36-Antônio  Henrique Londero, 37-Hélio  André Schaeffer, 38-Guilherme Afonso Hanauer, 39-Edmundo Alves de Oliveira

40-Eliseo GuerinoLondero, 41-Pedro Henrique Simon, 42-José  Simon, 43-Amandio Micolino, 44-Idaí Zatti, 45-Alberto Eberhardt, 46-Augusto Alexandre Frigo, 47-Ceniro Antônio Franceschett, 48-Dirceu Franceschett, 49-Artêmio José Kunz

50-Nelson Schlemmer51-Laurindo Southier52-Nelson José Pfeiffer53-Willy Leonardo Röpke, 54-Arno Röpke55-Valdir Hédio Röpke56-Alfredo Arnaldo Röpke,57-Antônio Guerra58-Walter Kalkmann59-Reserva

60-Eberhardt Giessmann, 61-Alvício Winck, 62-Adílio José Winck, 63-Ademar José Parzianello, 64-Siegfried Roewer, 65-Francisco Del`Losbel, 66-Oreste Berté, 67-Remi Antônio Manini, 68-Vilmar Tirloni, 69-Siegfried Bruno Geib,

70-Oldimir DarcioRöpke, 71-Gentil Dalmolin, 72-Francisco Romano Urban, 73-Osvino Anselmo Vargas, 74-Sylvino Broetto, 75-Almiro Otávio Bier, 76-Rudewalde Osvino Bier, 77-Vercidino Cecatto, 78-Olívio Scapini, 79-Elmo Garcia Feijó,

80-Luiz Antônio Pfeiffer e 81-Edemar Kurt Ziech.

 

HINO DE CANARANA

 

Lei que criou o Hino do Município de Canarana:
ESTADO DE MATO GROSSO - Prefeitura Municipal de Canarana- CNPJ 15.023.9221/0001-91 - Projeto de Lei n° 034/2010 - De 30 de setembro de 2010 - Institui como Hino Oficial do Município de Canarana a composição de Algacyr Costa, e dá outras providências. Walter Lopes Faria , Prefeito Municipal de Canarana, Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais, Faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou, e eu sanciono a seguinte Lei que: Art. 1° - Fica instituído, como Hino Oficial do Município de Canarana, a composição de Algacir Costa, intitulada “Hino do Município de Canarana Terra Esperança”, conforme letra e música em anexo que fazem parte integrante da presente Lei. § 1° - O Hino instituído neste artigo será executado por ocasião de solenidade inaugural, de eventos oficiais promovidos pelo Município. § 2° - O ensino do Hino Oficial de Canarana é obrigatório nas escolas públicas municipais. Art. 2° - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3° Revogam-se as disposições em contrário. Gabinete do Prefeito Municipal de Canarana, Estado de Mato Grosso, 30 de setembro de 2010.

HINO DO MUNICÍPIO DE CANARANA TERRA ESPERANÇA (Algacyr Costa)
Virgem brotastes das entranhas do cerrado/ Num firme brado de trabalho e suor.
Heróis pioneiros morando em tetos de lona/ Mãos de cordeona a semear vida melhor.
Iluminados pela força imigrante/ Em teu semblante refulgem raios de sóis
Dias e noites, na constância que promove/ Fé que comove, a fisgar mil arrebóis.
Rico eldorado, verde selva, linda gente/Traz ao presente, exemplo de força e paz.
És Canarana com Norberto e sua alma/ Ouvindo palmas de um povo viril, capaz.
Quanto trabalho, quanta luta, sofrimentos/ Sem suprimentos para os filhos sustentar.
Lembrando sempre na distância seus parentes/ Saudoso sente uma angustia à cabrestear.
Cravaste fundo nesta terra a esperança/ Como uma fiança no futuro a esperar
Calma velhice, paz, amor, fraternidade/ Felicidade a nós todos abraçar.

 

 


 O Brasão do Município de Canarana, Mato Grosso, foi idealizado e desenhado no ano de 1989 pelo então vice-prefeito Guido Afonso Rauber, gestão que tinha como prefeito Darci Jesus Romio (1989 a 1992). Para aperfeiçoar o desenho, Guido contou com a colaboração do Assessor Legislativo Arlindo Schwantes e da 1ª Dama Ivete Vaniz Romio.

            A primeira vez que o Brasão de Canarana foi utilizado foi por ocasião da inauguração da Escola Estadual Norberto Schwantes em 19 de março de 1989, oportunidade que esteve presente o então governador do Estado Carlos Bezerra.
            O Brasão possui o formato de cuia, numa alusão aos colonizadores vindos do Sul do País, cuja chegada iniciou no dia 14 de julho de 1972, por meio do projeto de colonização denominado Canarana I, viabilizado pela Coopercol (Cooperativa de Colonização 31 de Março Ltda). O projeto foi idealizado e liderado por Norberto Schwantes com assessoria técnica do Engenheiro Agrônomo Orlando Roewer.
            A cuia, que é utilizada para servir o chimarrão, bebida típica do Rio Grande do Sul, simboliza também a hospitalidade, a amizade e a convivência fraterna entre as pessoas que se reúnem nas chamadas rodas de chimarrão.
            Na parte superior o Brasão apresenta uma Coroa Mural forrada de amarelo cujas torres representam a sede do município onde se localiza a cidade de Canarana composta por casas residenciais, comerciais, industriais, prestadoras de serviços, órgãos públicos e entidades.
            Na parte interna o Brasão identifica o nome do Município, a sua economia com destaque a agropecuária, e um aperto de mão, simbolizando a população formada por migrantes de diversas partes do Brasil e do Mundo com traços culturais e étnicos diversificados.
            Na parte inferior o Brasão traz a frase: UNIDOS VENCEREMOS, traduzindo os valores e a filosofia que deve nortear a vida da população de Canarana.
            Cada morador do Município de Canarana é convidado a apertar a mão do seu semelhante, sem nenhuma espécie de discriminação, para uma convivência harmônica possibilitando que todos tenham a mesma oportunidade de aqui construir a sua vida e alcançar a felicidade. O Brasão de Canarana foi instituido através da Lei Municipal nº 1.295 assinada pelo Prefeito Municipal Sr. Fabio Marcos Pereira de Faria, no dia 12 de Junho de 2017.

História do Município de Canarana - MT

 

Colaboração Domingos Finato